Nem sempre percebemos nossos espaços

Outro dia fui fazer uma consulta na casa de uma cliente, passeando pela casa notei que ela tinha muitos quadros, todos eles com a mesma vibração, pessoas sozinhas, cabisbaixas e próximas a abismos.

Comentei sobre as obras e ela me disse que ela mesma havia pintado.

Na ocasião ela estava com começo de depressão, uma tristeza profunda e sem direção na vida.

Quando percebeu que os quadros da sua casa poderiam estar influenciando seu estado de espírito, ela mesma tomou a decisão de pintar outras imagens, com pessoas felizes, cores, lugares bonitos, quadros que refletissem a vida que ela queria ter.

Muitas pessoas leem livros sobre Feng Shui e acham que já possuem todo o conhecimento para analisar suas casas, mas na maioria das vezes, as pessoas não enxergam o que já faz parte do seu dia a dia.

É preciso um olhar de fora para ajudar-nos a apontar tudo aquilo que realmente precisamos mudar, basta ver que não conseguimos nem perceber nossos próprios defeitos, aliás, notamos mais os defeitos dos outros do que os nossos.

Cabe a nós, também, sermos abertos a estes comentários e criticas e aplicarmos as mudanças necessárias, caso contrário nada acontecerá.

 

Namastê

 

watercolour-2669975_1280